Contribuição para a defesa animal

Agradeço a contribuição das pessoas da nossa região envolvidas com a causa animal, na reunião que promovi com a recém-criada Coordenação Nacional de Proteção e Defesa Animal do Governo Federal. Trata-se de um setor novo que pode ajudar na luta pelos direitos dos animais em todo o Brasil.


Dou os parabéns aos que dedicaram seu tempo para sugerir políticas públicas e ações em prol dos animais no País. São pessoas que têm a consciência de que os brasileiros de todos os estados têm, sim, a necessidade de poder cuidar melhor dos seus pets e também dos animais abandonados.


Os que participaram, mostraram que não pensam apenas nos limites das suas cidades ou regiões, mas têm um olhar solidário para todo o Brasil. Ficou clara, na reunião, a necessidade de ações de Educação para a posse responsável; controle populacional;, atenção básica veterinária, entre outros programas.


Este novo setor é ligado à Secretaria Nacional de Biodiversidade, do Ministério do Meio Ambiente, e terá a missão de implantar políticas públicas de Proteção e Defesa Animal. Os técnicos já promovem pesquisas em todos os estados brasileiros para avaliar os programas em andamento, de forma a contribuir e realizar novas ações.


O coordenador do setor, Bernardo Broetto, e o chefe de Gabinete da Secretaria de Biodiversidade, Douglas Rezende, comentaram que o Estado de São Paulo, sobretudo Santos e a Baixada Santista, são referência nacional no tema, fato já comprovado pelas pesquisas em andamento.


Assim, temos o prazer em contribuir com as boas práticas da nossa região e também pedir mais ações, como a formação de um cadastro único de cães e gatos em todo o País, que seriam identificados com microchips, que poderiam ser implantados nas campanhas de vacinação. A ideia da Leila Abreu, com vasta experiência na atividade, foi muito bem recebida.


O deputado estadual Caio França sugeriu a inclusão do tratamento dado aos animais na pontuação que classifica as cidades com os selos Verde/Azul, premiando aspectos ambientais. Também pedimos ajuda às entidades de resgate e acolhimento, que fazem um trabalho abnegado.


O vereador e militante da causa animal, Gustavo Palmieri, foi parabenizado pela criação, em São Vicente, da Unidade Básica de Saúde Animal (Ubasa), considerada um avanço na atenção veterinária.


Pedi a criação de um Protocolo Nacional, incluindo estas e outras políticas públicas, de forma a garantir assistência aos animais, principalmente das famílias carentes que não têm condições financeiras de oferecer, por exemplo, veterinários aos seus pets.


A Coordenação Nacional de Defesa e Proteção Animal agradeceu as contribuições da nossa região e defendeu a importância de uma campanha para a posse responsável, considerada medida de grande eficácia para reduzir os problemas que afetam os animais domésticos no País.




22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo