De Praia Grande a Peruíbe, é preciso mais atenção!

Atualizado: há 3 dias

O crescimento da Baixada Santista acontece hoje, ao Norte, em Bertioga, e ao Sul, em Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. Bertioga se consolida e já se faz urgente a duplicação da Rio-Santos. Cobramos isso do Governo do Estado e até o Governo Federal, já que a ligação une dois grandes estados brasileiros.


Puxado por Praia Grande, o Litoral Sul tem enorme potencial e precisa mais atenção. Praia Grande recebe mais de dez mil novos habitantes por ano. É a Cidade que mais cresce, com impressionante expansão imobiliária e comercial.


É certo que o prefeito Alberto Mourão tem responsabilidade neste crescimento e tenho ótima relação com a prefeita Raquel Chini.


Mas Praia Grande precisa que seja cumprida a promessa do governador João Doria, gravada em vídeo, de duplicar o viaduto da Curva do S. O acesso ao viaduto é afunilado e causa congestionamentos que afetam todo o Litoral Sul. E o aeroporto de cargas precisa ser destravado.


Mongaguá tem atraído investimentos imobiliários e a Cidade, além das praias, tem uma Zona Rural que precisa ser estimulada. O espaço entre a Serra do Mar e a pista forma um corredor com atrações turísticas e produção rural, que merece uma política de incentivo beneficiando Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. A começar pela melhoria das estradas vicinais.


Itanhaém busca meios de melhor aproveitar seu aeroporto, afetado pela mudança de atividades do pré-sal para o Rio de Janeiro. Cobramos providências às autoridades federais. Também vou pedir à Marinha do Brasil que faça um estudo sobre como dar mais segurança à navegação da Barra do Rio Itanhaém. Balizamento, dragagem, molhes, qual a melhor opção?


É preciso aproveitar o potencial do turismo náutico do Rio Itanhaém. Também buscamos verba federal para restaurar a reabrir o Convento para os visitantes e à população.


O Litoral Sul precisa, ainda, de um Hospital Veterinário Público. Estamos engajados, com especialistas e vereadores, nesta tão nobre causa.


Peruíbe, que se destaca no turismo, precisa de uma rampa para que os pescadores do Rio Preto possam reparar suas embarcações. O acesso Guaraú-Barra do Una também requer urgente recuperação.


Mais dramática é a paralisação das obras do hospital. Peruíbe não pode continuar dependendo de Itanhaém na saúde. O hospital precisa ser concluído. O Governo do Estado, que prorrogou o contrato da Ecovias até 2033, terá recursos para aplicar no Litoral Sul. Estou à disposição dos prefeitos de Mongaguá, Márcio Cabeça; de Itanhaém, Tiago Cervantes, e de Peruíbe, Luiz Maurício.


O desafio maior, entretanto, é atrair investimentos para gerar empregos nestas cidades, que acabam tendo que assistir seus jovens partir em busca de oportunidades em outras cidades e regiões.




9 visualizações0 comentário