Estrutura enferrujada na ponte ferroviária dos Barreiros preocupa Rosana Valle e Caio

Uma grande estrutura enferrujada, no meio da ponte ferroviária sobre o Canal dos Barreiros, que passa ao lado da ligação rodoviária, precisa ser removida para não atrasar e prejudicar a extensão do Veiculo Leve sobre Trilhos, o VLT, para a Área Continental de São Vicente e o Litoral Sul.


Posição nesse sentido foi manifestada pela deputada federal Rosana Valle e pelo deputado estadual Caio França (PSB), durante acompanhamento às obras de recuperação estrutural da ponte rodoviária sobre o Canal dos Barreiros, realizadas com recursos federais obtidos pela parlamentar federal. A primeira etapa da obra permitiu a reabertura da ponte, que ficou fechada por 200 dias.


Os dois deputados ficaram impressionados com o grau de corrosão, pela ferrugem, da grande estrutura e vão pedir um posicionamento a respeito à Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo e à Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), responsável pelo VLT.

A Secretaria de Logística e Transportes informou que está licitando o projeto executivo da terceira fase do VLT, que é justamente a etapa que fará este transporte chegar ao continente e atender os moradores daqueles bairros, que são os que mais necessitam deste modal, que hoje atende Santos e a parte insular de São Vicente.


“Entendemos que a ponte ferroviária deve ser preparada para receber o VLT, e por isso perguntamos se aquela imensa carcaça enferrujada será removida”, afirmou Rosana Valle.


A estrutura de ferro tem chamado ainda mais atenção agora que os motoristas que transitam pela ponte são obrigados a obedecer ao sistema ”siga e pare”, que permite a utilização de apenas uma pista por vez. O uso de apenas uma pista atende medidas de segurança para as obras.


“As pessoas olham a enorme estrutura enferrujada, no meio da ponte, e perguntam se não há risco. Mais que isso. Temos que saber como está a preparação da ponte ferroviária para a passagem do VLT. Se a estrutura não sair e a ponte não for preparada, ela servirá de mais um pretexto para atrasar a chegada do VLT na Área Continental”, afirmou o deputado estadual Caio França.


A deputada Rosana Valle entende que o VLT já está atrasado e reivindicou ao Governo do Estado a realização da terceira fase junto com a segunda, que já está em andamento para levar o modal ao Centro de Santos.


“A maior necessidade é atender à população que mora mais distante. Este projeto precisa sair logo. As propostas foram abertas em março e até agora não decidiram quem e quando será feito este projeto executivo”, cobrou a parlamentar.




16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo