REDES SOCIAIS

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco

Acompanhe nossas redes sociais

ACOMPANHE!

Cadastre-se e receba informações do mandato em seu whatsapp

BRASILIA

Câmara dos Deputados
Palácio do Congresso Nacional
Praça dos Três Poderes - Brasilia - DF
Anexo IV - Gabinete 529
CEP 70160-900
Telefone: (61) 3215-5529

SANTOS

Av. Ana Costa, 146
Salas 301 e 302
Vila Mathias - Santos - SP
CEP 11060-000
Telefone: (13) 3232-1551

Ministério da Infraestrutura vai liberar aporte financeiro para o Portus

O Governo Federal deve liberar até o final deste mês um novo aporte financeiro para o Portus, o fundo de pensão dos empregados das Companhias Docas. O compromisso foi firmado durante audiência com a Deputada Federal Rosana Valle (PSB/SP), nesta terça-feira (11).

Freitas deixou claro que esse assunto é de competência do Ministério da Economia, mas que a Infraestrutura se mostrou desde o início sensível ao pleito. O Ministro disse, ainda, que é necessária articulação junto aos sindicatos para que eles abram mão de algumas ações na justiça. Ressaltou que precisa ficar claro quais os compromissos que cada uma das patrocinadoras desse plano de previdência irá assumir.

“Desde o início do meu mandato tenho intercedido junto ao Governo Federal para garantir a preservação dos direitos dos usuários do Portus. Esse aporte dá um alívio nos próximos meses, mas a situação é delicada dos trabalhadores, aposentados e pensionistas. Precisamos encontrar uma solução definitiva e socialmente justa", explica Rosana.

O presidente do SINDAPORT, Everandy Cirino dos Santos, disse que a audiência foi bastante produtiva e a divulgação por parte do ministro de que haverá um novo aporte financeiro afasta o fantasma da liquidação, que mais uma vez rondava o Portus.

“Estávamos muito temerosos. As informações que nós tínhamos eram de que o Portus só teria recursos até junho ou julho. Agora com a liberação de um novo aporte financeiro e o prazo para que uma nova proposta seja apresentada por nós, trabalhadores, acredito que participantes e assistidos poderão respirar aliviados”, afirmou Cirino.


3 visualizações