Olhar positivo da Embratur para o Vale do Ribeira e a Baixada

Fiquei entusiasmada com o atendimento do presidente da Embratur, Gilson Guimarães, um recifense bem- humorado e com mais de 30 anos de experiência privada na área do turismo. Levei a Gilson a preocupação com a retomada da atividade turística no Vale do Ribeira e na Baixada Santista, principalmente diante da necessidade de reativarmos os postos de trabalho que se fecharam por conta da pandemia.


Ao discorrer sobre as potencialidades do Vale do Ribeira, fui surpreendida com o conhecimento do presidente da Embratur sobre a região. Ele falou de Cananeia, dos golfinhos do Mar Pequeno, de Eldorado, de Iguape e até da boa qualidade do aeroporto de Registro, que precisa, segundo ele, ser estimulado e melhor aproveitado.


Além de já ter visitado o Vale, Gilson Guimarães se propôs a voltar à região em breve para se aprofundar no tema e assim poder nos ajudar neste momento importante. Pedi à Embratur, além de um filme e outras ações de divulgação, o apoio a um projeto de incentivo aos roteiros para os moradores dos grandes centros urbanos que cercam o Vale do Ribeira, que são as regiões metropolitanas da Baixada Santista, de Sorocaba e de São Paulo.


Gostaria de reeditar no Vale o sucesso do Programa Roda São Paulo, lançado pelo ex-governador Márcio França, quando secretário de Turismo. Os ônibus levavam os turistas para conhecer a Baixada e o Litoral por uma tarifa simbólica e permitiram que muita gente, de fora e daqui mesmo, conhecesse locais jamais visitados.


Além de incentivar o turismo próximo, o Roda SP permitia ao turista de outras estados, por exemplo, a ficar mais tempo na região diante de tanta facilidade para se deslocar, orientado por guias, e ainda descer e ficar mais tempo nas atrações que mais lhe encantavam.


Propus um programa com a utilização de vans e micro-ônibus, que sairiam de várias cidades, do Vale e da Baixada, a partir de praças, para cumprir roteiros próximos com a orientação de guias. Assim, o programa irradiaria o turismo, aquecendo os setores do comércio e serviços, gerando, assim, empregos e renda para a população.


O ministro foi muito receptivo, pediu informações e imagens sobre os possíveis roteiros e prometeu, desde já, aumentar a divulgação das nossas regiões nos canais de acesso da Embratur. Gilson Guimarães abriu uma porta de diálogo constante que farei questão de apresentar aos nossos prefeitos e a todo o trade turístico regional.




9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo