Perseverar sempre

“A noite é passada e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz”. Romanos, 3.12. Este versículo bíblico que li há alguns dias, logo pela manhã, demonstra muito bem que temos que nos animar e renovar a cada dia que começa, superando as dificuldades vividas no dia anterior.


Mostra, claramente, o quanto é importante não desistirmos dos nossos objetivos. Um exemplo foi a questão da retomada dos cruzeiros marítimos, agora autorizada.


Convocamos muitas reuniões com as autoridades e com os interessados na retomada, muitas delas em que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se manteve irredutível em não autorizar as operações, mesmo quando mais de 50 países já estavam recebendo cruzeiros.


Envolvemos nesta luta o ministro do Turismo, Gilson Machado, que foi favorável à retomada, e teve peso nesta virada do jogo a favor dos cruzeiros e das mais de 35 mil pessoas que trabalham diretamente no setor em todo o Brasil e que agora vão poder voltar ao trabalho.


Insistimos em mostrar às autoridades as medidas, protocolos e ações conjuntas adotadas para garantir a retomada dos cruzeiros na costa brasileira em segurança, para passageiros, tripulação e demais profissionais envolvidos na atividade, além da população das cidades portuárias.


Dou parabéns, pela persistência, à Associação Brasileira dos Cruzeiros Marítimos (Clia), à Mediterranean Shipping do Brasil (MSC), à Costa Cruzeiros e ao Concais S.A.


Isso mostra que temos que ser persistentes quando temos convicção de que estamos certos. Tenho agido assim toda minha vida e agora também como deputada federal, mesmo que tenha que enfrentar o cinismo dos que apostam no quanto pior melhor.


Da mesma forma foi na luta para recuperar a Ponte dos Barreiros; para retomar os 1.120 apartamentos que estavam com as obras paralisadas no Tancredo Neves III; para conseguir moradias novas para o Conjunto Cantagalo, em Guarujá, e tantas outras conquistas que o mandato de deputada federal me permitiu buscar.


Os desafios continuam. Temos pela frente a luta pela duplicação do viaduto da Curva do S, em Praia Grande, que está ultrapassado, afunilado, e causa congestionamentos diários que afetam Praia Grande e todo o Litoral Sul. Tentam nos empurrar medidas paliativas, como o uso dos acostamentos, mas queremos mesmo é um viaduto novo.


Afinal, estamos em uma região metropolitana que precisa de solução conjunta para seus problemas comuns. Embora o Governo do Estado tenha deixado de repassar recursos para o Fundo do Condesb, em 2019, como confirmado, fiz questão de persistir para que esta participação do Estado fosse retomada.


O Condesb, com seu nome grande, Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista, precisa ser respeitado para poder promover as obras e os projetos necessários para a nossa região resolver seus desafios comuns.


Vamos continuar perseverando nestes e em todos os temas que têm a ver com a nossa região. É para isso que a população elege seus representantes. O resto é conversa mole.




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo