Projeto de transporte hidroviário para região tem financiamento aprovado

Iniciativa, apoiada pela deputada federal Rosana Valle, prevê atender 9 cidades da Baixada, além de Ilhabela


O projeto de transporte hidroviário entre as nove cidades da Baixada Santista, da SPHIDRO, recebeu aprovação do Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante (FMM) para financiar a construção de 14 embarcações. A iniciativa foi protocolada no Ministério da Infraestrutura (Minfra) com apoio da deputada federal Rosana Valle (PSB).


A região foi incluída num pacote para o setor naval brasileiro que terá R$ 1,028 bilhão em investimentos para construir, reparar, converter ou modernizar embarcações. Serão R$ 803,8 milhões em 12 novos projetos e outros R$ 224,7 milhões para três propostas reapresentadas.


A decisão atende uma parte do antigo projeto da SPHIDRO, que tem objetivo final de conseguir 58 embarcações e a construção de 18 terminais de passageiros, com investimento total de R$ 220 milhões.


O projeto inclui até uma linha Santos-Ilhabela e foi apresentado à deputada, que defende iniciativas que criem novas opções de transporte público na região e que também representem um incentivo ao turismo.


A empresa informou que “o apoio da deputada tem sido essencial, muito importante”. Agora, os técnicos aguardam a publicação da resolução do FMM no Diário Oficial da União para ter acesso a mais detalhes.

Rosana Valle ficou animada por um estaleiro do Complexo Industrial Naval do Guarujá (CING), da Navalbrás, já ter começado a produção das embarcações, em casco de alumínio, com tecnologia e material que segue projeto da empresa Duncan & Lopes, de acordo com a tendência internacional de proteção ambiental. “Precisamos dar novas opções de transporte à população”, disse a deputada.

Uma das primeiras linhas planejada ligaria Santos a Guarujá e Bertioga, atendendo uma necessidade do contingente de funcionários do serviço público de Bertioga, que residem em Santos e Guarujá, e usariam a linha que percorreria o canal de águas abrigadas que liga os municípios, a exemplo do que já ocorreu no passado, quando uma embarcação turística fazia o serviço.


Uma embarcação, modelo catamarã, rápida e potente, de 30 metros, também faria a ligação Santos-Ilhabela com capacidade de até 350 passageiros.


A expectativa, após a construção das embarcações, é que as primeiras linhas entrem em operação entre oito a dez meses.


Confira os projetos aprovados:


Novos Projetos


Construção de 1 embarcação do tipo PSV 4.500 para apoio marítimo - Bram Offshore Transportes Marítimos Ltda;


Construção de 2 embarcações do tipo Ferry Boat para transporte de passageiros - Internacional Marítima Ltda;


Construção de 1 embarcação do tipo dique flutuante - Internacional Marítima Ltda;


Construção de 2 embarcações, sendo uma balsa e um empurrador para navegação interior movido a gás natural - Amazon Green Power Logística AGP-LOG Ltda;


Construção de 14 embarcações de passageiro, - SPHIDRO S.A;


Reparo de 2 embarcações do tipo FSV (UT 4.000) para certificação de classe - Baru Offshore Navegação Ltda;


Reparo de 4 embarcações do tipo PSV para certificação de classe - Bram Offshore Transportes Marítimos Ltda;


Conversão de 4 embarcações do tipo PSV - Bram Offshore Transportes Marítimos Ltda;


Conversão de 1 embarcação, do tipo PSV em OTSV para apoio marítimo – Belov Engenharia S.A;


Modernização de 3 embarcações, do tipo PSV para troca do sistema de posicionamento dinâmico de DP1 para DP2 - Magallanes Navegação Brasileira S.A;


Conversão de 2 embarcações do tipo PSV – - Wilson, Sons Offshore S.A;


Modernização de 4 embarcações do tipo PSV - Wilson, Sons Offshore S.A.


Projetos Reapresentados


Reparo de 3 embarcações, sendo 1 AHTS e 2 PSV – Companhia Brasileira de Offshore – CBO;


Modernização de 3 embarcações, sendo 1 AHTS e 2 PSV – Companhia Brasileira de Offshore – CBO;


Reparo com Docagem de 14 embarcações sendo 5 do tipo PSV, 5 AHTS, 2 OSRV e 2 RSV – Companhia Brasileira de Offshore – CBO.



transporte hidroviário, deputada federal rosana valle, ministério da infraestrutura, complexo industrial naval do Guarujá, Guarujá, Ilhabela, diário oficial da união


105 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo