Terra para quem produz e sabe cuidar

Na semana passada visitei a cidade de Miracatu, no Vale do Ribeira.

Mais precisamente o bairro Vista Grande, na área rural da cidade.

Nessa localidade vivem cerca de 400 famílias que moram no local há mais de 40 anos.


São pequenos agricultores que tiram o sustento do manejo dos animais e do cultivo agrícola.


Lá eu encontrei o lavrador Ademar Rodrigues, que vive com a família na roça e mora na propriedade que herdou do pai.


Um sítio produtivo e bem cuidado.

Nos anos 90 em uma matéria da TV Tribuna, entrevistei Ademar sobre a falta do título de posse da propriedade que a família ocupava há décadas.


O pai dele era vivo, e sonhava em ter a posse da terra reconhecida. Um problema que se perpetuou até aqui.


O motivo que me levou a Miracatu, foi a razão de encontrar Ademar radiante de felicidade.


Junto com centenas de proprietários rurais ele participava do lançamento do programa de regularização fundiária do Governo Federal. Finalmente Ademar terá suas terras regularizadas.


Na cerimônia em Miracatu, o presidente do INCRA, Instituto Nacional de Colonização e Reforma


Agrária, Geraldo Melo, explicou para os agricultores como será feita a regularização das terras de cada um.


O Incra está dando início a um trabalho para reconhecer de fato a propriedade dessas pessoas.


Um trabalho que segundo o presidente do Incra, está acontecendo em todo o Brasil.


Da Amazônia ao sul do país

Em Miracatu as equipes do órgão estão indo à campo para regularizar a situação das propriedades.

A partir disso, com as terras em seus nomes os agricultores terão tranquilidade para produzir e progredir.


Com a regularização da posse reconhecida, os agricultores poderão finalmente se tornar proprietários e ter acesso a linhas de crédito para compra de equipamentos e insumos.


O título é um documento, um pedaço de papel que garante a autonomia para que esses pequenos agricultores possam ter a segurança de plantar e viver dignamente da terra.


Voltei de Miracatu feliz e aliviada com as palavras que ouvi do lavrador Ademar:


“É mais do que uma vitória, a gente viu o pai da gente levantando cedo, trabalhando muito. Sempre ouvia ele falar, naquela vontade dele, que um dia a gente ia conseguir isso aqui!”

O sonho está perto de acontecer!




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo