Trabalhadores portuários avulsos farão testes para a Covid-19

Cerca de 5.000 trabalhadores portuários avulsos ligados ao Órgão Gestor de Mão de Obra de Santos (Ogmo) farão testes para a Covid-19. O anúncio foi feito pela deputada federal Rosana Valle (PSB-SP), na tarde desta segunda-feira (22), após confirmação pelo Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.


A disponibilização da testagem para a categoria foi solicitada pela parlamentar, por meio de ofício encaminhado ao titular da pasta, no último dia 15 de maio. "Antes de encaminhar o expediente fiz questão de telefonar para o ministro e ressaltar a importância dos testes para os portuários avulsos que, ao lado dos práticos, são os profissionais mais expostos aos riscos de contaminação pela doença", afirmou Rosana Valle, que preside a Frente Parlamentar para o Porto de Santos, na Câmara Federal.


Na avaliação da deputada, os testes serão importantes para a segurança dos trabalhadores. "Mais relevante do que a adoção de medidas que visam à continuidade da prestação dos serviços, circulação e abastecimento de insumos, mercadorias e itens básicos necessários no cotidiano da população brasileira, é o implemento de ações que tratam da preservação da segurança e saúde do capital humano que atua no segmento portuário."


O anúncio foi comemorado pelo presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino dos Santos. "Os testes chegarão em boa hora, sobretudo para que possamos ter conhecimento da real situação que se encontram os companheiros que estão na linha de frente do trabalho portuário, a bordo e no costado das embarcações."


Responsável por 28% da balança comercial brasileira, cujas operações registraram o recorde de 134 milhões de toneladas movimentadas em 2019, nos 4.842 navios que atracaram no cais santista no período, o complexo portuário recebe, em média, 13,4 embarcações/dia. "São tripulações que chegam no Porto de Santos vindas de várias partes do mundo, inclusive de países afetados pela doença, de forma que a intervenção da deputada em nosso favor foi providencial nesse momento delicado ", disse o presidente do Sindicato dos Operadores de Guindastes e Empilhadeiras, Paulo Antônio da Rocha.


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Bloco, Wilson Roberto de Lima, comentou que a iniciativa da deputada não apenas ratifica seu total compromisso com os trabalhadores do setor, bem como ameniza a preocupação que levamos do cais para nossas casas, após mais um dia de trabalho."




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo