REDES SOCIAIS

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco

Acompanhe nossas redes sociais

ACOMPANHE!

Cadastre-se e receba informações do mandato em seu whatsapp

BRASILIA

Câmara dos Deputados
Palácio do Congresso Nacional
Praça dos Três Poderes - Brasilia - DF
Anexo IV - Gabinete 529
CEP 70160-900
Telefone: (61) 3215-5529

SANTOS

Av. Ana Costa, 146
Salas 301 e 302
Vila Mathias - Santos - SP
CEP 11060-000
Telefone: (13) 3232-1551

SAÚDE

ATUAÇÃO

Um dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) é o acesso universal à saúde. Isso significa a garantia de atendimento aos 200 milhões de brasileiros. Infelizmente, está escrito, mas não é cumprido. O cidadão tem essa percepção porque tem dificuldade para marcar consultas, conseguir medicamentos, agendamentos com especialistas, exames, enfim… os problemas são antigos e conhecidos por todos os brasileiros. .

Hoje, em torno de 50 milhões de pessoas (25% da população) se utilizam de algum plano suplementar de saúde. Está prevista na Constituição de 1988 que os planos de saúde devem pagar ao SUS sempre que um conveniado utilizar o serviço público. A questão é discutida pelos planos que frequentemente recorrem da decisão e juntos devem quase 5 bilhões aos Cofres Públicos.

SAÚDE DA MULHER

As mulheres representam 52% da população brasileira e são as maiores usuárias do SUS. A saúde da mulher passou a fazer parte das políticas nacionais de saúde nas primeiras décadas do século 20 e nesse período, limitada a gravidez e ao parto.

Hoje, depois de muita luta, os programas que visam à saúde da mulher foram incorporados ao dia a dia das cidades. A assistência à saúde da mulher inclui ações educativas, preventivas, de diagnóstico, tratamento e recuperação.

Cada vez mais as mulheres têm buscado unidades específicas para próprio atendimento, mas é preciso dar muito mais atenção a elas. Sendo assim, temos o compromisso de defender a ampliação de políticas públicas voltadas para atendimento pré-natal e assistência ao parto; planejamento familiar; saúde reprodutiva; imunização; prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e de abuso de drogas.

Outros aspectos que merecem destaque são a assistência ao climatério; assistência ao segmento LGBT; diagnóstico e tratamento de DSTs e aids e exames de imagem, como mamografia.

PORTAL DE

TRANSPARÊNCIA 

DA SAÚDE

O Portal de Transparência da Saúde prevê a implantação de uma plataforma nacional de dados, com informações sobre disponibilidade de profissionais nas unidades de saúde e suas respectivas funções, relatório diário de frequência e de afastamentos dos profissionais por unidade; disponibilidade de exames, procedimentos, medicamentos e materiais hospitalares; ordem de atendimento e tempo de espera estimado, além de dados do paciente, como histórico de saúde, número do prontuário, resultados de exames, consultas agendadas, vacinas, relatórios, entre outros.
 

O portal será acessado por meio de senha pessoal, e também notificará o usuário com lembrete de consultas e outros procedimentos. A participação da sociedade na fiscalização do SUS não pode ficar restrita à atuação dos conselhos de saúde, como é previsto atualmente na Lei 8.142/1990.